Lançamento do Observatório da Violência debate políticas de segurança pública

             Será realizado na próxima segunda-feira, dia 10 de novembro, no teatro da Unidade de Ensino Superior Dom Bosco (UNDB), às 17h30, o lançamento do Observatório da Violência. Iniciativa articulada por operadores do direito, militantes de direitos humanos e acadêmicos, o Observatório objetiva analisar informações relativas a mortes violentas para subsidiar a elaboração de políticas públicas.

O evento de lançamento contará com a realização das palestras, “Pedrinhas S/A: o negócio da violência e a violência do negócio”, a ser ministrada pelo historiador e professor da Universidade Federal do Maranhão, Wagner Cabral Costa, e “Alternativas Penais à Prisão e Segurança Pública”, a ser proferida pelo juiz Douglas de Melo Martins.

A proposta de criação do Observatório da Violência foi debatida em reunião realizada no dia 14 de outubro. No encontro, estiveram presentes o promotor de justiça José Cláudio Cabral Marques, coordenador do Centro de Apoio Operacional do Controle Externo da Atividade Policial; os juízes Douglas de Melo Martins e Fernando Mendonça; os defensores públicos Antonio Peterson  Leal e Heider Silva Santos; o advogado Igor Martins Coelho;  e a representante da Sociedade Maranhense de Direitos Humanos, Joisiane Gamba.

O promotor de Justiça José Cláudio Cabral explica que, dentre os objetivos específicos do Observatório da Violência, está o de produzir estudos e indicadores da situação, considerando as diversas dimensões do problema. “As parcerias com instituições de ensino superior serão feitas  através de convênios que preveem a criação de grupos de pesquisa”, complementou.

O promotor de justiça esclareceu, ainda, sobre a natureza da iniciativa. “Será criado o ‘Instituto Observatório da Violência’, com personalidade jurídica de Associação, com princípios semelhantes aos do ‘Instituto Sou da Paz'”, ressaltou.

 CCOM-MPMA  

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *