Velório é liberado para público, e fãs se despedem de Marília Mendonça

Fãs, familiares e amigos se emocionam ao dar o último adeus à cantora sertaneja. Enterro está previsto para as 16h.

Os fãs que aguardavam ansiosos na fila do lado de fora do ginásio Goiânia Arena, em Goiânia (GO), começaram a entrar no velório para fazer sua última homenagem à cantora Marília Mendonça e ao seu tio e assessor Abicieli Silveira Dias Filho.

A previsão é que o velório se encerre às 16 horas, quando os corpos seguirão em cortejo pela cidade, em um caminhão do Corpo de Bombeiros, até o cemitério Parque Memorial para o sepultamento, também com acesso restrito.

Ônibus das duplas sertanejas Henrique e Juliano, João Neto e Frederico e Maiara e Maraisa e de Felipe Araújo, irmão de Cristiano Araújo, já chegaram ao local para ajudar na organização do velório — as imagens foram exibidas pelo Fala Brasil, jornalístico da Record TV.

A expectativa é que 100 mil fãs passem pelo local para se despedir da artista. Filas começaram a ser formadas logo cedo. Algumas pessoas chegaram à noite para guardar lugar para prestar sua última homenagem a Marília Mendonça.

O governador de Goiás, Ronaldo Caiado (DEM), decretou luto oficial no estado. No aeroporto, a bandeira do estado foi hasteada em meio mastro, também sinalizando o luto pela morte da cantora.

O corpo do produtor Henrique Ribeiro, que inicialmente seguiria para o mesmo local, será levado para a Bahia, estado onde ele nasceu, para ser velado e sepultado.

Ainda na manhã deste sábado, o IML (Instituto Médico-Legal) de Caratinga também liberou os corpos do piloto Geraldo Martins de Medeiros e do copiloto Tarciso Pessoa Viana. De acordo com o delegado Ivan Sales, as autoridades aguardavam a apresentação da documentação dos dois pela empresa, dona da aeronave, para permitir a liberação.

Marília Mendonça, seu tio Abicieli Silveira Dias Filho e o produtor Henrique Ribeiro morreram nesta sexta-feira (5), após um trágico acidente de avião, que caiu em uma área perto de uma cachoeira na serra da cidade de Piedade de Caratinga, no interior de Minas Gerais.

Além deles, o piloto Geraldo Martins de Medeiros e o copiloto Tarciso Pessoa Viana, que comandavam a aeronave, não sobreviveram. Marília Mendonça deixou um legado na música, com grandes hits, trabalhos de destaque, prêmios e parcerias com outros reconhecidos artistas. Não por acaso, ela era conhecida como a rainha da sofrência. Com carreira de enorme sucesso, Marília estava no auge e deixou em aberto diversos projetos que já estavam programados e foram interrompidos por sua partida trágica, aos 26 anos.

Fonte: R7

 

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *