Quando é que São Luís vai ter banheiro público?

      aldir Como em São Luís não existe mictórios públicos, constantemente somos obrigados a ver homens urinando em postes e em outros locais, assim como mulheres recorrendo a meios vexatórios para as necessidades fisiológicas. O cidadão acima se valeu da área externa de um banheiro de uma base da Blitz Urbana, em plena praça Deodoro, que quando está em funcionamento é cobrada uma taxa. A questão de banheiros públicos em São Luís já mereceu inúmeros debates na Câmara Municipal de São Luís, mas infelizmente o executivo nunca se sensibilizou e nem tomou consciência de que se trata de um direito digno do cidadão. Quando muito, em períodos de eventos são colocados nas áreas os chamados mictórios químicos, muitos dos quais em situação bem deplorável.

      Se formos verificar várias ruas do centro histórico, poderemos observar as marcas deixadas por necessidades fisiológicas, decorrente da falta de banheiros públicos. Por inúmeras vezes  já ouvi reclamações de turistas e em uma oportunidade cheguei a levar duas senhoras até a um dos banheiros da Câmara Municipal. Como é que se pretende incrementar turismo numa cidade em que não há banheiro público, principalmente no centro histórico, uma das importantes atrações, em que os estabelecimentos  comerciais, em sua maioria não prima pela necessária e devida limpeza. Qualquer gestor público que se aventurar a andar pelas ruas do centro histórico de São Luís, principalmente às primeiras horas da manhã terá oportunidade de sentir o odor de urina e ver dejetos espalhados em calçadas. O problema é enfrentado por comerciantes e até mesmo por dirigentes de órgãos públicas que mandam efetuar a limpeza cotidianamente. Lamentável sob todos os aspectos, um senhor me disse que as pessoas deveriam adotar as devidas precauções com o uso de fraldões descartáveis, mas quando houver a necessidade da troca o problema assume proporções bem maiores.

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *