Pastor revela os senadores omissos da corrupção do Consórcio Nordeste, que desviou recursos da covid-19

O pastor Silas Malafaia voltou a fazer um desabafo nas redes, lembrando, mais uma vez, o fato da CPI da Pandemia, já encerrada e com relatório publicado, não ter investigado os verdadeiros crimes de corrupção no âmbito do combate ao vírus chinês, como os que pesam contra o Consórcio Nordeste, agora investigados em uma comissão instaurada na Assembleia Legislativa do Rio Grande do Norte.

“Esses cretinos que são protetores de assassinos de nordestinos, protegeram o Sr. Carlos Gabas, este canalha ladrão e corrupto do PT que comprou 49 milhões em respiradores de uma empresa fantasma, pagou a vista e nunca recebeu”, disse Malafaia, mostrando o documento de negociação assinado eletronicamente por todos os governadores da Região.

Silas, então cita os nomes de cada um dos parlamentares que se recusaram a investigar a corrupção, na CPI realizada no senado federal, preferindo criar falsas narrativas para perseguir Jair Bolsonaro.

“Renan Calheiros, Tasso Jereissati, Otto Alencar, Humberto Costa, Randolfe Rodrigues, Omar Aziz, Jader Barbalho e Eduardo Braga, que votaram num relatório bandido e inescrupuloso, que procurou proteger corruptos que desviaram dinheiro destinado para enfrentamento a pandemia da covid-19.”

Vale destacar, aliás, que as informações já colhidas na CPI em curso no estado potiguar, devem levar a mais prisões, buscas e apreensões, deixando gestores, governadores e secretários esquerdistas com os nervos à flor da pele.

Jornal da Cidade Online

 

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *