“O Globo” revela “digitais” de ministro do STF na CPI da Pandemia

É inacreditável, mas parece que o ministro Luis Roberto Barroso, além de ter determinado a instalação da CPI da Pandemia no Senado Federal, teria deixado suas “digitais” na decisão final da CPI.

Pelo menos, é isso que afirma o jornalista Lauro Jardim, em O Globo. Eis o que revela:

“O impasse entre os senadores do G7 sobre a imputação de genocídio a Bolsonaro contou com um importante elemento para a sua solução.

Luís Roberto Barroso alertou Omar Aziz que tomassem cuidado porque os elementos juntados pareciam precários e poderiam fragilizar o relatório da CPI da Covid.”

E diz ainda o jornalista:

“A ponderação de Barroso ajudou a convencer Renan Calheiros a retirar o pedido de indiciamento do presidente da República por crime dessa natureza.”

É isso ai… Barroso 2022.

Jornal da Cidade Online

 

 

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *