Instituto de Advogados relembra violências do STF e emite forte nota de repúdio contra prisão de Roberto Jefferson

Na manhã desta sexta-feira (13), o povo foi surpreendido com a notícia da prisão do ex-deputado e atual presidente do PTB Roberto Jefferson. Os motivos para a decisão do ministro do STF, Alexandre de Moraes, ter agido de tal maneira ainda não foram esclarecidos.

O Instituto Nacional de Advocacia (INAD) emitiu uma forte nota de repúdio contra a decisão e afirma que há uma “ruptura do estado democrático de direito”.

“É necessário que toda a população brasileira tome ciência de que os atuais componentes do Supremo Tribunal Federal ocasionaram uma disruptura de todo sistema jurídico e político do país, ao negligenciarem sistematicamente com o cumprimento de seu dever Constitucional, ao desconhecerem a vontade do Legislador Constituinte, ao deturparem a texto da Constituição Federal e ao ignorarem solenemente a realização da Justiça”, diz um trecho da nota.

No documento, o INAD ainda cita as prisões do deputado federal Daniel Silveira e do jornalista Oswaldo Eustáquio, e afirma:

“Estamos vivendo dentro de um Estado de Exceção coordenado pelos ministros do STF, do qual o uso da palavra virou crime, e a prática de corrupção virou credencial para premiação e indicação em altos postos do Poder.”

Fonte: Jornal da Cidade Online

 

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *