Arthur Lira adverte que relatório de CPI não pode tratar de mudança constitucional

Presidente da Câmara colocou em seu lugar o relator Renan Calheiros, que diz que pode incluir no relatório mudança constitucional

O presidente da Câmara, Arthur Lira (PP-AL), colocou o senador Renan Calheiros (MDB-AL) em seu devido lugar ao afirmar que “foge do escopo do relatório da CPI tratar de um assunto que é constitucional”.

Renan, que é relator da CPI da Pandemia, insinuou que incluiria no relatório uma alteração no rito do impeachment de presidentes da República, estabelecendo um prazo para que o presidente da Câmara analise os pedidos.

“Eu não ousaria alterar, daqui (da Câmara), o regimento de o presidente do Senado alterar o rito do impeachment de ministro do Supremo”, alfinetou.

O poder de relator em uma comissão dominada pela oposição tem feito Renan acreditar que retomou o prestígio perdido depois deixar a presidência do Senado ao ser derrotado por Davi Alcolumbre em 2019, mas Lira relembrou Renan que esse tipo de decisão é do plenário e não de um parlamentar.

“Sugestão todo parlamentar pode fazer, projetos todos os parlamentares podem fazer”, disse. “Se a maioria do plenário quiser a qualquer momento alterar, altera. Eu não acredito que seja esse o sentimento das duas Casas”, concluiu.

Fonte: Diário do Poder

 

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *